11/07/2012

O que é frequência elétrica?

Outra grandeza importante na eletricidade é a frequência elétrica. No sentido genérico, é definida como um determinado número de ciclos em um determinado tempo, sob a forma de oscilação, mas vamos ver aqui especificamente como a frequência se comporta na eletricidade.

A frequência elétrica é uma grandeza dada em Hertz (Hz), em homenagem ao físico alemão Heinrich Rudolf Hertz (1857-1894). Ela corresponde ao número de oscilações,ondas ou ciclos por segundo que ocorre na corrente elétrica. Pra ficar mais clara essa observação, vamos a um exemplo bem prático. Imagine que uma lâmpada comum fique piscando uma vez a cada segundo. Essa piscada corresponde a oscilação. A frequência da oscilação, nesse caso, é uma vez a cada segundo. Aplicando a grandeza, corresponde a 1 Hz, e totalmente perceptível ao olho humano, certo? Agora imagine essa mesma lâmpada piscando 60 vezes por segundo. 60 ciclos por segundo equivalem a 60 Hz, e nesse caso, o olho humano não consegue perceber essa "velocidade". Pois é essa a frequência mais comum que encontramos na rede elétrica.

Agora, observe no desenho como esse ciclo se comporta (clique para ampliar):

Frequência elétrica
Exemplo equivalente a 1 Hz


Note que cada oscilação leva 1 segundo como já vimos, mas perceba que, se juntarmos suas metades, equivale a um círculo. Podemos dizer então, que cada ciclo equivale a uma volta completa, ou 360º.
Até aí, tudo bem, mas por que 60 ciclos por segundo?

A maioria dos países adotam esse modelo, mas existem regiões, inclusive do Brasil, que adotaram o padrão de 50 Hz. Existem outros valores de frequências, usados principalmente na indústria, e também há como variar seu valor, mas isso é assunto pra outro artigo.

Enfim, esse é o conceito básico sobre a frequência elétrica. Em futuros artigos, nos aprofundaremos mais sobre essa grandeza.

Clique e confira um curso exclusivo de Energia Solar!

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

19 comentários:

  1. Como um post tão incrível não tem comentário nenhum? Inadimissível!
    Nossa, quando estudei no curso preparatório pro vestibular lembro o quanto me quebrei para entender o que era Hertz, e pensava que era o tamanho da onda, e não a frequência na qual ela se repetia. Nunca tinha conhecido "clarificar" isso na minha mente, mas o comentário de um dos leitores do blog onde escrevo me recomendou a leitura do post e este post respondeu todas as minhas dúvidas
    Sua explicação foi logo ao ponto, abordando o que um "leigo" em eletrônica como eu precisava saber, hehe o/
    Não sei se é certo dizer que o Hz não é somente para medir Frequência Elétrica, mas também é usado para medir a frequência do Som (que acredito que tenha relação com a elétrica, certo?).
    É que escrevi um post no blog no qual comentava o que é Sample Rate, Bit Rate e o Hertz novamente "voltou" para minha vida e essas dúvidas também. Ficaria muito feliz se pudesse esclarecê-las!
    O post no qual estou falando: http://documentosdoadm.wordpress.com/2013/03/01/sobre-os-padroes-de-video-e-audio-do-windows-media/
    Mas é isso, parabéns pela postagem! Vou colocar no RSS para seguir sempre. Eletrônica é algo que me ajudaria muito, mas sempre achei algo complicado. Com certeza este blog poderá me ajudar muito, como já ajudou o/
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eduardo.

      Fico feliz que o blog lhe foi útil.
      O intuito é esse mesmo, descomplicar a eletricidade e a eletrônica, com um jeito interessante, como diz no slogan do blog.
      Fique ligado que vem bastante coisa por aí, inclusive falarei mais sobre ondas eletromagnéticas.

      Abraços.

      Excluir
  2. Obrigada, colega! Ajudou bastante!=D

    ResponderExcluir
  3. muito legal... a tempos queria saber a definição de frequência e ngm me explica de modo tao simples.. parabens ai!!!

    ResponderExcluir
  4. Realmente muito útil. Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. muito legal me ajudou bastante a entender de forma simples o que e frequência

    ResponderExcluir
  6. Muito bom, parabéns pela explicação gostaria de saber o que acontece quando a frequência oscila entre 50hz a 250kz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, se entendi bem sua pergunta, na elétrica, a variação de frequência é usada principalmente em motores pra basicamente variar sua velocidade, mas pode servir também como dispositivo de proteção à queda de tensão, sobrecarga, e desbalanceamento de fases...

      Abraços.

      Excluir
  7. Boa tarde podem me informar porque a frequêcnia oscila fora dos 60hz e se com esta oscilação pode haver queima de aparelhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Osmar

      Não é muito comum acontecer oscilações na frequência elétrica que causem queima de aparelhos elétricos e eletrônicos. A variação de tensão sim é mais comum. A grande maioria do equipamentos possuem sistemas te proteção, principalmente os computadores.

      Abraços.

      Excluir
  8. Blz.
    Esclareci minhas duvidas a respeito do Hz, valeu!

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. Os transientes estão mais relacionados com a tensão do que com a frequência elétrica.

      Abraço.

      Excluir
  10. Olá Junior,
    Parabéns pelo Blog, bastante interessante e bem acessivel para leigos, aproveito para algumas perguntas.
    Estou reformando uma eletrola antiga, ela é 50 Hz. Se eu deixar o radio ligado nos 50 Hz ele funciona, mas teria algum problema de queimar todo o aparelho? Voce sabe se existe no mercado algum conversor para transforma-la para os 60 hz.? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá João,

      Geralmente aparelhos de som com amplificadores funcionam sem problemas com qualquer frequência elétrica, mas não sei o caso de uma eletrola. Pra converter a frequência, são utilizados equipamentos chamados inversores de frequência (também conhecidos como conversores), mas são equipamentos caros, usados muitas vezes só nas indústrias e fábricas.
      Vai de você achar se compensa ou não o custo-benefício.

      Abraço.

      Excluir
  11. Boa tarde,
    Um aparelho 220V/50Hz funciona numa rede 220V/60Hz? A frequencia menor pode queimar o aparelho? Grato. Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luís,

      Hoje em dia os aparelhos funcionam bem com as duas frequências, mas o que pode ocasionar diferença são os aparelhos antigos que possuem motor elétrico no seu conteúdo. Um motor de 60Hz, por exemplo, trabalhando em 50Hz pode vir a trabalhar um pouco mais lento.

      Abraço.

      Excluir
  12. Amigo, parabéns pelo post.
    Estou com uma dúvida. Um colega meu trabalha numa substação, e quer saber por que quando há uma subfrequência no barramento de 69KV, os bancos de capacitores de 69KV são retirados do sistema. Qual seria a relação entre os bancos de capacitores e a subfrequência?

    Desde já agradeço a ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Olha amigo, nunca me deparei com esse tipo de problema, até porque subfrequência e sobrefrequência não são comuns em circuitos elétricos, salvo quando ocorrem problemas na geração e transmissão, ou em grupo geradores, que parece ser o caso. Por dedução, o problema pode estar no relé de frequência, pois ele opera numa faixa de 55Hz a 65Hz e possui um temporizador com regulagem manual.

      Outra hipótese é que a subfrequência pode ocorrer em desligamentos inesperados, seja na geração ou transmissão, provocando um desbalanceamento no circuito. O que pode estar havendo é que o banco de capacitores, por não estar bem protegido com relés apropriados, "sinta" essa falha e não interprete os valores de potência ativa e reativa no circuito, o que faz com que ele fique inoperante, por algum tempo.

      Enfim, espero ter ajudado porque nunca vivi essa situação.

      Abraços.

      Excluir

 
Voltar ao Topo da Página