Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Aqui no Eletricante já vimos as principais grandezas da eletricidade. Outra grandeza importante é a potência elétrica, e existem 3 tipos básicos de comportamento dela.

A Potência Elétrica, basicamente, é o resultado de uma determinada transformação de energia. Para ficar mais claro, vamos ao exemplo de um ferro de passar. Para que esse aparelho funcione, a energia elétrica é transformada em energia térmica, e isso depende do tempo de consumo de energia. Portanto, a potência elétrica nada mais é que o trabalho que a energia realiza para se transformar num determinado intervalo de tempo. Quanto maior for a energia transformada, levando um menor tempo possível, maior será a potência. Como ocorre transformação, gera calor. Isso é basicamente o que chamamos de Efeito Joule, cujo efeito veremos no próximo artigo.

Agora que sabemos o princípio básico da potência elétrica, vamos ao estudo dos seus tipos básicos de uma forma bem simples.

Analogia do fator de potência em um copo de chopp
Analogia do fator de potência em um copo de chopp


Fazendo uma analogia com um copo de chopp (bem sugestiva), vemos a disposição do fator de potência, suas divisões, e como a potência se comporta em uma determinada instalação elétrica (nesse caso, o copo). A potência total, ou seja, todo o conteúdo do copo, é chamada de potência aparente VA (volt-ampère). A potência que nos interessa, ou seja, aquela que realmente é necessária e será consumida é a parte líquida do copo, representando a potência ativa W (watts). Já a espuma é a parte descartável, que não provoca saciedade, mas ocupa lugar no copo, e representa a potência reativa VAr (volt-àmpere reativo).

Sendo mais específico, quanto menos espuma tiver no copo, mas parte líquida da cerveja teremos. Quando temos um valor alto de VAr, menor será a qualidade de energia elétrica no circuito, o que pode provocar sobrecargas, baixo desempenho de equipamentos na rede, entre outros problemas. Portanto, o ideal é que tenhamos pouca espuma, para aproveitarmos melhor o líquido do copo. E podemos concluir também que o fator de potência é a relação entre potência ativa e a potência aparente.

Enfim, vimos até aqui uma breve e detalhada introdução sobre potência e fator de potência. Em artigos posteriores, vamos ver como calculamos consumo de potência, o que a potência reativa pode causar nos circuitos elétricos e equipamentos, e conhecer várias formas para poder reduzi-la.

Um comentário:

Bottom Ad [Post Page]