Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

No artigo sobre resistência elétrica, vimos que a corrente elétrica sofre uma resistência natural para percorrer um circuito. Mas, para ter uma maior precisão sobre esses indicadores, agora veremos que existem mecanismos para controlar essa resistência.

Resistores


Resistor é um componente usado na eletricidade e na eletrônica para limitar a passagem de corrente elétrica em um determinando circuito, e esse processo gera calor, o chamado efeito Joule.
Os resistores podem ser, em relação aos seus valores de resistência, fixos, ajustáveis e variáveis. Vamos aqui classificá-los dessa maneira e subdividi-los em categorias de acordo com suas modalidades construtivas.

Resistores Fixos

Resistores de fio

Os resistores de fio são componentes robustos que suportam altas temperaturas. Geralmente apresentados na cor verde, são compostos de um tubo cerâmico que envolve uma bobina de fio com alto poder resistivo. Apesar do fio com alto poder resistivo, seus valores nominais não ultrapassam os KΩ, mas suportam alta potência (até 1000KW) e possuem alta tolerância (10% a 20%). Mas a frente veremos a que se refere tolerância.

Resistor de fio
Exemplo de um resistor de fio

Resistores de filme de carbono

Esses resistores são feitos de tubo cerâmico ou de vidro revestido por uma película de carbono. Possuem uma faixa de valores que vai até 10MΩ, com baixa potência (até 3W) e média tolerância (5% a 10%).

Resistor de filme de carbono
Exemplo de resistor de filme de carbono

Resistores de filme metálico

Esses resistores eram há alguns anos os mais usados na indústria eletrônica. São parecidos com os de filme de carbono, a diferença básica está no revestimento, feito de níquel-cromo. Possui uma grande faixa de valores (até MΩ), baixa potência (até 7W) e uma baixa tolerância (1% a 2%) 

Resistores de filme metálico

Resistores SMD

Com a constante miniaturização de componentes e circuitos eletrônicos, surgiram os resistores com tecnologia SMD (Surface Mounting Devices). Basicamente o significado de SMD é "montagem em superfície", ou seja, esses resistores são soldados diretamente nas trilhas das placas de circuitos eletrônicos impressos. Suportam potência de até 16W e a tolerância varia de 0,1% até 5%.

Os resistores SMD são os que apresentam determinada numeração

Leitura de valores dos resistores

Resistores de fio e filme

Os resistores de fio geralmente vem com seus valores impressos em seu próprio corpo. Já os de filme vem com faixas coloridas. Cada faixa é representada por uma cor, e é o que chamamos de código de cores dos resistores.




Pela imagem, podemos ver dois exemplos de resistores, o de 4 faixas (mais comum) e o de 5 faixas. Geralmente a primeira faixa a ser lida é a que fica mais próxima a um dos terminais, e a última faixa corresponde à tolerância. Bem, como prometido, a definição de tolerância dá-se a faixa de operação de um resistor, ou seja, a variação de valor para mais e para menos. Um exemplo; se tivermos um resistor de 100Ω com tolerância de 10%, isso significa que ele operará numa faixa entre 90 e 110Ω.

Resistores SMD

Os resistores do tipo SMD, a exemplo dos de fio, também vem com seu valor impresso, mas de um jeito um pouco diferente. Tomemos como base a imagem abaixo:



Temos o valor de 105. Nesse caso temos 1 como 1º dígito e 0 como 2º dígito. O terceiro dígito será sempre o multiplicador, ou seja, a quantidade de zeros. Nesse caso temos 1000000Ω, ou seja, 1MΩ.
Há também os SMDs com 4 dígitos. Nesse caso, o 4º dígito será o multiplicador.

Espero que tenha sido bem didático esse artigo. Ele foi dividido em duas partes por que se todo conteúdo fosse escrito em um só artigo a leitura poderia ficar um pouco tediosa. Na parte 2 veremos os outros tipos de resistores, os ajustáveis e os variáveis.  Caso você tenha se interessado na tabela de cores dos resistores, poderá baixá-la em um tamanho maior aqui nesse link.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]