Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Cada vez mais a geração e transmissão de energia estão se tornando cada vez mais caras por vários fatores: escassez de recursos naturais, falta de investimentos, poluição ambiental. E boa parte desses custos acabam indo parar no bolso de nós consumidores. Pensando nisso, uma universidade americana testa uma nova tecnologia de monitoramento de energia elétrica.

MagnifiSense


A Universidade de Washington, nos EUA, desenvolveu um protótipo chamado MagnifiSense, uma espécie de dispositivo que monitora o que cada aparelho eletroeletrônico consome de energia elétrica em uma residência. Por se tratar de um dispositivo wearable, ou seja, equipamento que interage, através de sensores, com hábitos e consumo de quem o usa, ele através disso passa a entender, por exemplo, quais aparelhos eletroeletrônicos o consumidor utilizou, além da interação de interruptores de luz, tudo através de pulsos eletromagnéticos.

Por ainda se tratar de um protótipo, o dispositivo ainda não consegue fazer uma leitura de alguns aparelhos de menor demanda de consumo elétrico, e também não é esteticamente e anatomicamente perfeito para se utilizar, mas em breve os pesquisadores esperam fazer melhorias, mas a taxa de acerto em 83% das medições mesmo sem uma boa calibração do dispositivo empolgou os pesquisadores.

Seria uma boa saber efetivamente quanto a gente consome de energia elétrica em tempos de crise, não?

Com informações de University of Washington

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]